Abrir menu Escola Escola
Cursos
Abrir menu Projectos Projectos
Notícias
Galerias
Inscrições para ano
lectivo 2017/2018
Jornal "Os Gatos"

Técnico de Apoio Psicossocial
TAP Nível IV

O Técnico de Apoio Psicossocial é o profissional qualificado apto a promover, autonomamente ou integrado em equipas multidisciplinares, o desenvolvimento psicossocial de grupos e comunidades no domínio dos cuidados sociais e de saúde e da intervenção social e comunitária.

Requisitos

Jovens com o 9º ano de escolaridade

Idade não superior a 25 anos

Horário laboral

Portaria n.º1285/2006, de 21 de novembro

Certificação Profissional:

A Escola confere um diploma de Qualificação Profissional de nível 4.

Acesso ao Ensino Superior:

O curso confere o diploma de estudos secundários (equivalente ao 12º ano) e permitem o normal acesso ao Ensino Superior.

Perfil de entrada

Este curso é dirigido a jovens que tenham concluído o 9º ano de escolaridade, com aptidões para a aquisição de competências na área do desenvolvimento psicossocial de grupos e comunidades, no domínio de cuidados sociais e de saúde.

Perfil de saída

As atividades principais a desempenhar por este técnico são:

- Identificar, diagnosticar, analisar e avaliar diferentes domínios, contextos, situações, problemas e comportamentos sobre os quais seja necessário intervir;

- Planear, organizar, desenvolver e avaliar programas, projetos, ações e atividades que deem resposta às necessidades diagnosticadas;

- Definir estratégias, métodos e técnicas de intervenção face a cada situação diagnosticada;

- Identificar recursos, encaminhando, articulando, ou criando novas soluções para as situações detetadas;

- Intervir junto de indivíduos, grupos, comunidades, ou populações com necessidades específicas, promovendo o seu desenvolvimento pessoal e sociocomunitário;

- Planear, organizar e promover atividades de caráter educativo, cultural, social, lúdico pedagógico e sócio terapêutico, em contexto institucional, na comunidade ou no domicílio, tendo em conta as necessidades do grupo e dos indivíduos, com vista a melhorar a sua qualidade de vida e a sua inserção e interação sociais;

- Promover a integração grupal e social fomentando a interação entre os vários atores sociais da comunidade;

- Elaborar relatórios de atividades;

- Intervir em comunidades em que não sejam detetadas necessidades especiais, nomeadamente escolas, lares de terceira idade, centros de ATL;

- Realizar atividades complementares de ação pedagógica com vista ao desenvolvimento integral de grupos e/ou indivíduos;

- Promover o acompanhamento e a reinserção de crianças e jovens institucionalizados;

- Participar em equipas pluridisciplinares que desenvolvam atividades no âmbito da Educação para a Saúde;

- Acolher e acompanhar de forma personalizada o doente e seus familiares nos circuitos assistenciais das Unidades de saúde apoiando-os e motivando-os para o tratamento;

- Contribuir para uma efetiva comunicação intrainstitucional na relação com o doente e os seus familiares;

- Realizar atividades complementares de ação terapêutica, tendo em vista o bem-estar na recuperação e na integração social plena do doente;

- Desenvolver atividades lúdico-terapêuticas nas Unidades de Saúde, avaliando e registando a conduta e o desempenho global dos doentes, e acompanhá-los em visitas de estudo relacionadas com a área ocupacional e saídas de socialização;

- Colaborar na prestação de cuidados de higiene, alimentação e conforto dos doentes, tendo em conta o seu grau de autonomia e na manutenção da desinfeção, higiene e conforto das Unidades de Saúde;

- Efetuar os registos da sua intervenção e recolher as informações que lhe forem determinadas pelos técnicos de nível superior;

- Desenvolver ações de prevenção primária, secundária, terciária e de redução de danos;

- Participar em equipas de despiste e acompanhamento dos indivíduos com sida e outras doenças infetocontagioso, desenvolvendo atividades complementares de ação terapêutica que promovam a sua reinserção social;

- Efetuar trabalho de rua junto de cidadãos “sem-abrigo”, toxicodependentes, prostitutos, promovendo a sua reinserção social.

Saídas Profissionais

- Escolas;

- Lares de terceira idade;

- Centros de ATL;

- Unidades de saúde;

- Câmaras Municipais;

- Centros de Acolhimento;

- Centros de Apoio Socioeconómico;

- Empresas;

- Segurança Social.

Turmas:

| Contactos | EPFA no Facebook | EPFA no Youtube | Clube d'Emprego EPFA |