Abrir menu Escola Escola
Cursos
Abrir menu Projectos Projectos
Notícias
Galerias
Jornal "Os Gatos"

Projecto Educativo: "A Escola somos nós"

Muito se fala sobre incluir os alunos, os professores, os pais, os Encarregados de Educação, as entidades locais e regionais, enfim toda a comunidade educativa, em geral, num projeto educativo comum, sendo sempre esse um dos enfoques de todos os projetos educativos em vigência ao longo destes 20 anos de Escola. Então, porquê a necessidade de escolher a temática: “A escola somos nós”?

Porque é mais fácil propor do que colocar em prática esta máxima, em todas as suas vertentes e potencialidades. É verdade que os Encarregados de Educação vêm à escola, ou por iniciativa própria, ou porque os orientadores educativos os contactam, sendo que tal acontece sobretudo aquando dos momentos consagrados para a entrega de documentos de avaliação e onde se faz uma reflexão sobre o aproveitamento, assiduidade e comportamento. É frequente, ainda, contactá-los quando os seus educandos apresentam um comportamento desviante ou quando a sua assiduidade ou aproveitamento num dado momento não corresponde ao esperado.

Mas, quantos de nós, educadores, orientadores educativos, diretores de curso, se lembraram de ligar a um encarregado de educação ou de lhe solicitar para vir à escola para o congratular com o sucesso do seu filho num determinado projeto, atividade ou tarefa? Quantas vezes abrimos deliberadamente as portas da nossa escola para receber pais e familiares e com eles compartilharmos aquilo que os filhos fazem de qualidade na escola? Seremos honestos se respondermos que já o fizemos e o fazemos sistematicamente aquando da entrega dos diplomas e do baile de finalistas, mas seremos ainda mais honestos se concluirmos que podemos fazer muito mais.

Com novas instalações, novos equipamentos e, sobretudo, muita vontade é-nos, neste triénio, possível, assim o acreditamos, colocar em prática muitos dos desafios que há tanto estão a ser cogitados nas nossas cabeças e nos nossos corações, mas, em anos anteriores, não passavam de meras utopias. O que queremos então? Abrir as portas da nossa “casa” a toda a comunidade, deixá-la entrar e usufruir do que temos para oferecer: um banquete, se nos permitem uma iguaria, no sentido da qualidade que emana dos trabalhos dos nossos discentes. Os nossos alunos estão sedentos de mostrar as competências que adquirem e aperfeiçoam todos os dias na nossa Escola e dividir com toda a comunidade os seus conhecimentos práticos e técnicos. Desejam, ainda, demonstrar a sua dedicação e o empenho que empregam em determinadas atividades e projetos. E nós, professores e formadores, queremos que eles sintam orgulho em apresentar aquilo que fazem e que os seus pais, amigos, familiares apreciem o que eles alcançaram e os parabenizem pelos seus feitos. Desejamos que os pais deixem de “tremer” ao ver o número de telemóvel da escola ou uma carta enviada pelo correio por considerarem que de algo negativo se deve tratar. Esperamos que a comunidade local aprecie aquilo que sabemos fazer de melhor e o amor e dedicação com que trabalhamos na EPFA.

Neste momento, é possível proceder a fóruns, debates, colóquios, certames, dias da multiculturalidade, exposições, entre tantas outras atividades, e convidar toda a comunidade para vir até à nossa escola, pois a amplitude das nossas instalações permite-o; é possível convidá-los para visualizarem exposições com os trabalhos dos nossos discentes; é fundamental convidá-los para assistirem à apresentação dos projetos de PAP; é viável convidá-los a celebrar connosco os finais de período; é fácil fazer um fórum de discussão onde todos os Pais e Encarregados de Educação opinem sobre o percurso formativo dos seus educandos; é exequível pedir a pais e filhos que concretizem experiências juntos; é impreterível trazer à escola as empresas locais, ou futuros alunos, enfim, tudo é possível, basta investirmos verdadeiramente nisto, uma vez que uma escola não é na sua essência uma escola se não souber avaliar a importância de todos os intervenientes no processo de ensino/aprendizagem. Por isso, uma vez mais reiteramos, todos são importantes no sucesso da EPFA.

A nossa missão não ficaria completa se não pudéssemos levar os nossos pensamentos, ideias e saberes à comunidade em geral, daí que apostemos em projetos que envolvam a população da nossa região, convidando todos os populares a aprenderem connosco e a partilharem os seus saberes. Por tudo isto, apostamos em tarefas que reforcem esses laços, convidando-os a vir à Escola, promovendo projetos, tais como os do Programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (Comenius, Leonardo da Vinci, Grundtvig), conferências, colóquios sobre as mais variadas temáticas, campanhas de informação, ações de sensibilização, enfim, todo o género de eventos que levem ao debate e à reflexão. Os nossos alunos, por sua vez, não trabalham unicamente na Escola e para a Escola, por isso, levam a cabo campanhas de solidariedade, realizam inquéritos, informam as pessoas, sensibilizam-nas nas mais variadas temáticas, como seja a ambiental, convidam-nas a visualizar os seus trabalhos e provas, participam nas atividades locais e, desta forma, contribuem para uma região mais dinâmica e rica económica, cultural e socialmente.

Projecto Educativo Completo

| Contactos | EPFA no Facebook | EPFA no Youtube | Clube d'Emprego EPFA |